Arquivo | janeiro, 2010
29 jan


“Well I don’t mind
if you don’t mind
coz I don’t shine
if you don’t shine
before you jump
tell me what you find
when you read my mind”

29 jan

E aí percebe que não é invisível, afinal. Que tem mais gente além do espelho que vê você. E, melhor!, gosta do que vê… imagine isso!

Que noite de sorte.

Que garota de sorte!

Swans – Unkle Bob

26 jan

“By my side/ You’ll never be/ By my side/ You’ll never be/ Cause I’m fake at the seas/ Lost in my dreams/ And I want you to know/ That I can’t let you go/ And you’re never coming home again/ And you’re never coming home again/  (…)/ I wanted to tell you I changed/ I wanted to tell you that things would be different this time/ I see you/ You see me…differently/ I see you/ You see me…differently
/ You tell me that you love me/ But you never wanna see me again (…)”

masoquist

26 jan

O engraçado nisso tudo é que eu sei a burrice que eu tô fazendo agora… mas ainda assim eu não sei como voltar atrás… a curiosidade em saber qual será sua reação, se é que vai haver alguma, é maior que o medo de ser rejeitada, ou de abrir uma ferida que custou tanto a fechar e só agora começa a cicatrizar…

E mesmo sabendo que estou agindo feito uma masoquista, eu preciso fechar essa história de um jeito melhor… ou menos pior, pelo menos… preciso conseguir  uma chance de terminar isso com um pouco mais de dignidade, apesar desse modo não se mostrar como o mais certo pra isso… preciso disso pra seguir minha vida me sentindo completa, conseguir de volta o que você tirou de mim...

Só torço pra não sair ainda mais machucada dessa história.



23 jan

Então você sonhou com o amor a vida toda. Você esperou pelo cavalo branco e o príncipe encantado virem… ou qualquer coisa no estilo. Imaginou quando acontecesse… sonhou com o amor chegando na sua vida. Da mesma maneira que acontece nos filmes, ou, quem sabe, até melhor. Perfeito. Você cresceu, largou as bonecas, já não acredita mais em fadas, já sabe que a vida é muito diferente dos roteiros de Hollywood. Mas ainda assim, mesmo com a adolescência cada vez mais longe, você ainda acredita em amor à primeira vista, em príncipes e sapos enfeitiçados… em amores arrebatadores. Você ainda acredita que o amor vai acontecer magicamente na sua vida e, por isso, comete erros inacreditáveis. Investe suas emoções de maneira infantil e exagerada nos caras errados. Naqueles que não combinam com você, mas que se encaixam bem no estereótipo estabelecido. E depois de sofrer muito, de quebrar a cara incontáveis vezes, em algum momento você percebe que não tem mesmo príncipe nenhum… e, quem diria? Não há decepção nessa descoberta! Há alívio. Uma sensação de liberdade. De independência. Nada melhor que ser dona do próprio nariz e não precisar jamais ser a donzela em perigo à espera de um idiota num cavalo branco pra ser salva. A salvação é justamente nunca precisar dele.

4 jan

“Blackbird singing in the dead of night
Take these broken wings and learn to fly

blackbird fly…”

3 jan

Uhu! 2010! ¬¬ … tá… eu não to TAO empolgada assim…

Esse foi um dos, se não foi O, feriado prolongado mais cansativo da minha vida. Foi ótimo também… mas mega cansativo… na soma final passei umas 20hs dentro de ônibus e taxis indo de uma cidade pra outra…

Ufa!

Que bom então já estar em casa… de volta ao lar! O ano de 2010 começa oficialmente amanhã…pelo menos pra mim :p

Mas queria poder adiar uns dias mais esse começo… ficar mais com a minha mãe… nem imaginava que estava com tanta saudade… que bom poder ficar com ela um pouco… queria ter ficado mais.

Enfim…

tô cansada.

Beijosmedeixadormir.