Arquivo | setembro, 2009

falta ninguém não… mas a música tá na minha cabeça… adoro!

29 set

“Um belo dia resolvi mudar
E fazer tudo o que eu queria fazer
Me libertei daquela vida vulgar
Que eu levava estando junto a você
E em tudo que eu faço
Existe um porquê
Eu sei que eu nasci
Eu sei que eu nasci pra saber

E fui andando sem pensar em voltar
E sem ligar pro que me aconteceu
Um belo dia vou lhe telefonar
Pra lhe dizer que aquele sonho cresceu
No ar que eu respiro, uu
Eu sinto prazer
De ser quem eu sou
De estar onde estou
Agora só falta você, iê, iê
Agora só falta você, aaa…
Agora só falta você, iê, iê
Agora só falta você, au!

E fui andando sem pensar em voltar
E sem ligar pro que me aconteceu
Um belo dia vou lhe telefonar
Pra lhe dizer que aquele sonho cresceu
No ar que eu respiro, uu
Eu sinto prazer
De ser quem eu sou
De estar onde estou
Agora só falta você, iê, iê
Agora só falta você, aaa…
Agora só falta você, iê, iê”

Musa. Rita Lee.

Anúncios
26 set

“What do you mean “find love”? It’s love that finds you, silly.”

é o amor que encontra você… tomara que seja verdade… afinal, eu tenho 5 graus de miopia, problemas para avaliar caráter, facilidade pra acreditar nas pessoas e raciocínio lento.

tomara que seja paciente também… pra me achar quando eu quiser ser encontrada… o que ainda vai demorar um pouco…

apesar do assunto ser bastante recorrente, e nem eu mesma acreditar nessas minhas bobagens mais.

24 set

A verdade é que todo mundo quer ser amado.

Eu não gosto de estar solteira, fato. Sinto falta de todas essas coisas de casais. Porque ter alguém pra dormir de conchinha, pra ver TV no domingo no sofá, pra namorar… é tão bom!

Mas eu quero um amor inteiro. Recíproco. Lindo.

Então, enquanto ninguém arrebata esse coraçãozinho colado com fita crepe aqui, eu vou é curtir minha vida de solteira.

Não me espere! Não tenho hora pra voltar! 😉

45 coisas [óbvias, mas que todos nós ignoramos] a aprender

12 set

Recebi esse e-mail hoje e achei um contraste tão grande com as coisas que eu escrevi recentemente que não podia deixar de colocar aqui.

Segundo o e-mail, é de autoria de uma senhora de 90 anos chamada Regina Brett.

Boa leitura!

“Para celebrar o envelhecer, uma vez eu escrevi 45 lições que a vida me ensinou. É a coluna mais requisitada que eu já escrevi. Meu taximetro chegou aos 90 em Agosto, então aqui está a coluna mais uma vez:

1. A vida não é justa, mas ainda é boa.

2. Quando estiver em dúvida, apenas dê o próximo pequeno passo.

3. A vida é muito curta para perdermos tempo odiando alguém.

4. Seu trabalho não vai cuidar de você quando você adoecer. Seus amigos e seus pais vão. Mantenha contato.

5. Pague suas faturas de cartão de crédito todo mês

6. Você não tem que vencer todo argumento. Concorde para discordar.

7. Chore com alguém. É mais curador do que chorar sozinho.

8. Está tudo bem em ficar bravo com Deus. Ele aguenta.

9. Poupe para aposentadoria começando com seu primeiro salário.

10. Quando se trata de chocolate, resistência é em vão.

11. Sele a paz com seu passado para que ele não estrague seu presente.

12. Está tudo bem em seus filhos te verem chorar.

13. Não compare sua vida com a dos outros. Você não tem ideia do que se trata a jornada deles.

14. Se um relacionamento tem que ser um segredo, você não deveria estar nele.

15. Tudo pode mudar num piscar de olhos; mas não se preocupe, Deus nunca pisca.

16. Respire bem fundo. Isso acalma a mente.

17. Se desfaça de tudo que não é útil, bonito e prazeiroso.

18. O que não te mata, realmente te torna mais forte.

19. Nunca é tarde demais para se ter uma infância feliz. Mas a segunda só depende de você e mais ninguém.

20. Quando se trata de ir atrás do que você ama na vida, não aceite não como resposta.

21. Acenda velas, coloque os lençóis bonitos, use a lingerie elegante. Não guarde para uma ocasião especial. Hoje é especial.

22. Se prepare bastante, depois deixe-se levar pela maré.

23. Seja excêntrico agora, não espere ficar velho para usar roxo.

24. O órgão sexual mais importante é o cérebro.

25. Ninguém é responsável pela sua felicidade além de você.

26. Encare cada “chamado desastre” com essas palavras: Em cinco anos, vai importar?

27. Sempre escolha a vida.

28. Perdoe tudo de todos.

29. O que outras pessoas pensam de você não é da sua conta.

30. O tempo cura quase tudo. Dê tempo.

31. Indepedentemente se a situação é boa ou ruim, irá mudar.

32. Não se leve tão à sério. Ninguém mais leva…

33. Acredite em milagres

34. Deus te ama por causa de quem Deus é, não pelo o que vc fez ou deixou de fazer.

35. Não faça auditoria de sua vida. Apareça e faça o melhor dela agora.

36. Envelhecer é melhor do que a alternativa: morrer jovem.

37. Seus filhos só têm uma infância.

38. Tudo o que realmente importa no final é que você amou.

39. Vá para a rua todo dia. Milagres estão esperando em todos os lugares.

40. Se todos jogassemos nossos problemas em uma pilha e víssemos os de todo mundo, pegaríamos os nossos de volta.

41. Inveja é perda de tempo. Você já tem tudo o que precisa.

42. O melhor está por vir.

43. Não importa como você se sinta, levante, se vista e apareça.

44. Produza.

45. A vida não vem embrulhada em um laço, mas ainda é um presente!”

Obs: Sobre o item 10: espero que ela esteja errada. Estou de abstinência há 3 dias agora… 🙂

Sobre os itens 18, 24 e 25: totally true!

:*

Memórias de rodoviária

10 set

Sábado eu fui pra BH fazer a bendita (?) prova do Ministério da Justiça. Aliás, acho que fui bem nela… pena que cancelaram… aff

Na segunda eu fui pra rodoviária sozinha pegar o ônibus de volta. E, apesar de ter sido assim da outra vez que estive lá, dessa vez foi estranho… nostálgico, triste… sei lá…

Durante alguns anos eu namorei à distância (tive 2 namorados em BH),  então eu nunca tinha ficado na rodoviária sozinha. Sempre ficava lá com minha mãe e meu namorado. Ou, quando minha mãe não animava de ir até a rodoviária, só o namorado mesmo.

Rodoviária pra mim é lugar triste. De despedida. De saudade. De distância. Ficar lá sozinha foi estranho.

Fiquei sentada lá esperando a hora mais ou menos durante uns 40 minutos. 40 minutos de lembranças naqueles mesmos banquinhos. De beijos, de lágrimas, abraços… de risadas também, de passeios pelas lojinhas esperando a hora passar, de sorvetes…

Mas até aí tudo bem, afinal, quem é que não tem lembranças? E eu não gostaria de apagar as minhas… são a minha história, parte de quem eu sou. Mesmo as tristes. São minhas lembranças, sabe?

Acontece que essas lembranças sempre vão surgir, invariavelmente, quando eu estiver em lugares que me remetam a elas… e, com certeza,a rodoviária de BH é um lugar cheio de memórias pra mim.

O que foi diferente dessa vez fora as lágrimas já dentro do ônibus.

O ônibus ainda não tinha saído. Fui uma das primeiras a entrar. Olhando na janela vi tantos casais se despedindo, algumas meninas com lágrimas nos olhos… impossível não me lembrar das tantas vezes em que eu mesma chorei ali, os beijos despudorados na frente dos outros passageiros… a saudade já rondando.

Não resisti…

Mas ainda não sei bem o que aconteceu… inveja dos casais? Acho que não… eu me lembro bem como é sofrido isso de relacionamento à distância. Saudade de alguém? Não mesmo. Carência?

Não sei o que aconteceu comigo. Foram 1 ou 2 minutos… algumas lágrimas… mas doeu alguma coisa.

Notas

10 set

* Sábado: Rita Lee! \o/

* 107 casos confirmados de gripe suína onde vai ser o show. Dúvida cruel: vou ou não vou? ¬¬

* Concurso sábado (06/09) para Ministério da Justiça: acho que fui bem!

* O concurso foi cancelado ¬¬ e eu não vou em BH de novo pra fazer prova. No way. Raiva mode on no máximo!

* Abstinência de chocolate desde hoje (oi? chocólatra?). Quanto tempo dura?

* Semana de palestras na faculdade. Amanhã até às 10hs na cama! vivaa!